wrapper

logo min

pten

Pelo menos, 15 cidadãos chineses foram presos hoje (19), numa operação em Nairobi, capital do Quénia, por alegado envolvimento em actividades de prostituição, anunciou o Departamento de Imigração do país.

naom 53048b12821e2

A operação ocorreu “num bordel” no bairro do Sul C, no Sul da capital queniana, indicou o Departamento de Imigração na sua conta oficial da rede social Twitter. Segundo a imprensa local, entre os detidos estão oito mulheres e quatro homens, que foram transferidos para o aeroporto internacional Jomo Kenyatta, em Nairobi, para serem deportados. “Eles serão deportados.

Nós processamos os documentos e eles vão deixar o país”, referiu o director de Serviços de Imigração, Alex Muteshi, citado pelo jornal ‘The Standard’, sem especificar se os detidos residiam ilegalmente no país.

O Código Penal do Quénia não considera crime a prostituição, mas criminaliza terceiros que lucram com esta actividade, explicou a Rede de Assuntos Legais e Éticos do Quénia (KELIN).

As detenções aconteceram meses depois de o ministro do Interior do Quénia, Fred Matiang, declarar guerra aos imigrantes ilegais e estrangeiros que desempenham trabalhos que os quenianos poderiam fazer. O jornal local ‘Daily Nation’ lembrou que, há duas semanas, a polícia invadiu a sede africana da televisão chinesa CGTN, em Nairobi, e deteve brevemente vários jornalistas.

De acordo ainda com o ‘Daily Nation’, a embaixada chinesa reclamou das operações policiais em que os seus cidadãos, com os documentos legais em ordem, acabaram nas esquadras da polícia para verificação.

A 6 de Setembro, as autoridades prenderam um empresário chinês, por chamar ‘macacos’ aos cidadãos do Quénia e ao seu Presidente, Uhuru Kenyatta, o que provocou a decisão de deportação.

Mais de 2.000 estrangeiros foram deportados do Quénia no último mês, segundo a imprensa local.

 

Comentários

A Informação mais vista

O Valor Económico

É o órgão de eleição para a divulgação da sua marca entre os públicos mais exigentes, designadamente decisores políticos e empresários, profissionais médios e estudantes universitários. Pauta-se pelo rigor da informação e da análise dos temas relevantes que afectam directa ou indirectamente a economia angolana e internacional e afirma-se como espaço de promoção de ideias, através da opinião e do debate.

NewsLetter

Contactos

Para anunciar no Valor Económico, entre em contacto connosco.

Rua Fernão Mendes Pinto, Nº 35, Bairro Alvalade,
Distrito da Maianga – Luanda.

Comercial Telemóveis:

(Geovana Fernandes):

+244 941 784 792

(Arieth Lopes)

+244 941 784 791

Telefones:
+244 222 320510 / 222 320514

comercial@gem.co.ao