wrapper

logo min

pten

TEATRO. 36 Grupos teatrais nacionais e internacionais participam no Circuito Internacional de Teatro (CIT), de 30 de Junho a 17 de Setembro, no Centro Cultural Brasil-Angola (CCBA) e na Liga Africana, em Luanda. Nesta edição, participam dois grupos de Moçambique e dois do Brasil.

35922872 2021307757880321 7408754384428859392 n

Uma exibição de espectáculos inéditos vai marcar a 3.ª edição do Circuito Internacional de Teatro (CIT), que, durante três meses de festival, vai exibir mais de 35 espectáculos de teatro para adultos e crianças. Ao longo do festival, prevê-se a realização de palestras e oficinas denominadas ‘Bate Papo Teatral’, coordenadas pelo encenador e professor José Teixeira ‘Chetas’, com os temas ‘A adaptação de textos dos escritores nas peças de teatro’, ‘O crescimento do teatro em ambos os países’, ‘Os conteúdos’, ‘O processo de criação artística’, ‘A produção teatral’ e ‘Teatro e sua especificidade’.

Logo na abertura, está agendada a actuação de um grupo de estudantes do 2.º ano do curso de Teatro do Instituto Superior de Artes (ISART), do grupo de dança tradicional Kilandukilo e do músico Constantino. O momento servirá também para homenagear o director da Cultura e Acção Social de Luanda, Manuel Sebastião, pelos 40 anos dedicados às artes.

De acordo com o director do CIT, Adérito Rodrigues, a ideia “é procurar inovar, no sentido de tornar o festival cada vez mais atractivo e abrangente”, apesar das dificuldades que têm enfrentado.

A iniciativa visa incentivar o intercâmbio entre grupos e companhias de teatro de Angola e de outros países, bem como valorizar o processo de criação das artes cénicas e estimular a produção teatral.

Adérito Rodrigues garante que o objectivo é fazer do circuito a maior plataforma de festival de teatro de âmbito nacional. “A diversificação de temas nas obras de teatro vai permitir trazer outra qualidade ao projecto, razão pelo qual uma das exigências desta edição é a apresentação de espectáculos de estreia. Evitar a monotonia, incentivar o intercâmbio entre os grupos e companhias de teatro nacionais e estrangeiros é outro objectivo do CIT”, resume aquelke responsável.

De Luanda, participam os grupos Enigma Teatro, Horizonte Nzinga Mbande, Miragens, Amo a Arte, Kipapumuno, Nova Cena, Ketwa Nzambi, Cas, Projecto Vela, Ndokweno Artes, Amazonas, Ima Yoso, Njila Teatro, Kulonga, Dadaísmo, Etu-Ngo, Los Zangos Teatro, Imbondeiro Tetaro, Etu Lene, Feloma, Nguizane, Henrique Artes e Oásis. De Benguela, Ombaka e Tweya. De Malange, Ana Tweza. De Moçambique, Girassol e Lareira. Do Brasil, Tartú Faria e Estrada.

 

Comentários

A Informação mais vista

O Valor Económico

É o órgão de eleição para a divulgação da sua marca entre os públicos mais exigentes, designadamente decisores políticos e empresários, profissionais médios e estudantes universitários. Pauta-se pelo rigor da informação e da análise dos temas relevantes que afectam directa ou indirectamente a economia angolana e internacional e afirma-se como espaço de promoção de ideias, através da opinião e do debate.

NewsLetter

Contactos

Para anunciar no Valor Económico, entre em contacto connosco.

Rua Fernão Mendes Pinto, Nº 35, Bairro Alvalade,
Distrito da Maianga – Luanda.

Comercial Telemóveis:

(Geovana Fernandes):

+244 941 784 792

(Arieth Lopes)

+244 941 784 791

Telefones:
+244 222 320510 / 222 320514

comercial@gem.co.ao