wrapper

logo min

pten

CARREIRA. Para ser bem-sucedido, pessoal ou profissionalmente, não existe uma fórmula mágica, mas existem ‘segredos’ que indicam se está a percorrer o caminho certo. Revista digital Business Insider, baseando-se em opiniões de gente bem-sucedida, elaborou alguns sinais.

Procurar sempre melhorar

John Sculley, ex-CEO da Apple e presidente da Pepsi, afirma que, ao longo da sua carreira, sempre fazia perguntas como “porque é que isto é feito dessa maneira?” Para ele, o sucesso é, em grande parte, sobre a vontade de “resolver um problema de uma forma que nunca foi resolvida antes”. “A resistência à mudança pode prejudicar a carreira, da mesma forma que impede o progresso das grandes empresas”, defende Scott Galloway, professor de ‘marketing’ da Universidade de Nova Iorque, fundador da empresa de inteligência digital L2 e autor do livro ‘Os quatro: O DNA oculto da Amazon, Apple, Facebook e Google’. Segundo ele, “tentar resistir a essa onda de mudança pode afundar. Pessoas bem-sucedidas na era digital são aquelas que vão trabalhar todos os dias, não temendo a mudança, mas perguntando: “E se fizéssemos dessa maneira?”

Visão para o tipo de vida que se quer

É verdade que essa visão pode evoluir com o tempo. Mas a questão não é aceitar um emprego exclusivamente para os benefícios de curto prazo como o salário. Nathaniel Koloc, ex-CEO da ReWork, disse à revista The Harvard Business Review que, em vez de se perguntar que trabalho queremos, devemos nos questionar: “Que vida eu quero?” Já a ex-funcionária e ex-googler Jenny Blake recomenda fazer-se perguntas como: “Como é o meu dia ideal?” e “Com que tipo de pessoas, quero me conectar ou conhecer?”

Usar ‘forças de assinatura’

‘Forças de assinatura’ são simplesmente as capacidades excepcionalmente boas de determinada pessoa. Como Eric Barker, autor de “Barking Up the Wrong Tree’, à revista Business Insider, a pesquisa sugere que, “quanto mais se usa essas capacidades, mais se é feliz, mais respeitado e mais se sente bem com o seu trabalho”.

Aberto ao fracasso

Scott Galloway afirma que os quatro principais titãs da tecnologia, Apple, Google, Facebook e Amazon, estão todos abertos a falhas ocasionais, se isso significar que tentam inovar. Se quer ser bem-sucedido na carreira, tem de agir da mesma maneira, estar preparado para fracassar.

Disposto a assumir riscos

Jeff Bezos, CEO da Amazon e o homem mais rico do mundo, sempre abordou como decidir quais os riscos que se deve correr. Numa entrevista, Bezos explicou como decidiu fundar a Amazon: “Sabia que, quando tivesse 80 anos, não me arrependeria de ter tentado. Não me arrependeria de tentar participar dessa coisa chamada Internet que achei que seria realmente um grande negócio. Sabia que, se falhasse, não me arrependeria disso. Mas sabia que a única coisa que poderia lamentar é nunca ter tentado. Sabia que isso me perseguiria todos os dias.”

Dedicado com as pessoas

Diversos especialistas defendem a importância de manter bons relacionamentos com amigos e colegas. Consideram que quem está a iniciar-se deve ter em atenção que o grupo de colegas é realmente a influência mais importante na sua vida, porque vão subir e descer juntos.

Exibir ‘mente de principiante

Esse é um conceito do zen-budismo que se resume em ver constantemente o mundo de novo, como se não soubesse nada sobre isso. É uma grande vantagem nos negócios. O falecido Steve Jobs foi um defensor da mente do principiante. Como Jeff Yang escreveu no The Wall Street Journal em 2011, Jobs enfatizou a necessidade de desenvolver uma mentalidade de principiante, a fim de evitar as restrições que nos levam a encontrar velhas respostas para problemas difíceis.

Reservar tempo para aprender

De acordo com Tasha Eurich, psicóloga organizacional, a maioria das pessoas não sabe como os outros realmente as vêem. Aquelas que têm uma visão mais precisa de como estão a sair-se tendem a ter mais sucesso. Tasha Eurich recomenda encontrar um ou dois “críticos amorosos” ou “pessoas que serão honestas connosco enquanto ainda mantemos os nossos melhores interesses no coração”. Toque-os regularmente para ver como pode ter um melhor desempenho no trabalho. O treinador executivo Marshall Goldsmith chega a dizer que o que as outras pessoas pensam de si é mais importante do que como se vê. Escreveu isso no livro ‘What Got You Here’.

Mostrar gratidão

A gratidão pode beneficiar os relacionamentos , a saúde e a carreira. Doug Conant é conhecido por fazer da gratidão uma estratégia de liderança fundamental. Ao longo da carreira, na Campbell’s, enviou mais de 30 mil notas de agradecimento manuscritas para funcionários e clientes. Outras pessoas famosas e bem-sucedidas têm uma prática diária de gratidão. Por exemplo, John Paul DJoria dedica os primeiros cinco minutos do dia a “ser grato pela vida”.

Ser auto-compassivo

Auto-compaixão não faz alguém fraco ou sem ambição. Em vez disso, os cientistas dizem que isso pode torná-lo mais bem-sucedido. A pesquisa sobre a auto-compaixão sugere que tem três componentes: engajar-se num diálogo interno positivo, entender que todos cometem erros e ter consciência dos pensamentos e sentimentos sem sucumbir a eles. Em ‘The Happiness Track’, Emma Seppala, directora científica do Centro para Pesquisa e Educação de Compaixão e Altruísmo de Stanford, recomenda uma estratégia para praticar a autocompaixão: trate-se como trataria um colega ou um amigo que falhou.

 

Comentários

A Informação mais vista

O Valor Económico

É o órgão de eleição para a divulgação da sua marca entre os públicos mais exigentes, designadamente decisores políticos e empresários, profissionais médios e estudantes universitários. Pauta-se pelo rigor da informação e da análise dos temas relevantes que afectam directa ou indirectamente a economia angolana e internacional e afirma-se como espaço de promoção de ideias, através da opinião e do debate.

NewsLetter

Contactos

Para anunciar no Valor Económico, entre em contacto connosco.

Rua Fernão Mendes Pinto, Nº 35, Bairro Alvalade,
Distrito da Maianga – Luanda.

Comercial Telemóveis:

(Geovana Fernandes):

+244 941 784 792

(Arieth Lopes)

+244 941 784 791

Telefones:
+244 222 320510 / 222 320514

comercial@gem.co.ao