wrapper

logo min

pten

BALANÇO. Resultados do segundo trimestre de 2018 das tecnológicas destacam a Apple. Facebook e Tesla com razões para alguma apreensão.

iphone 7 apple

Apple

A Apple registou receita trimestral de 53,3 mil milhões de dólares, um aumento de 17% em relação ao mesmo trimestre do período homólogo e ganhos por acção diluída de 2,34 de dólares, um aumento de 40%. As vendas internacionais representaram 60% da receita do trimestre. Na mesma semana, entretanto, a Apple perdeu para a chinesa Huawei a posição de segunda maior vendedora de smartphones do mundo, segundo a IHS e a Strategy Analytics, que colocam a Samsung na liderança com uma quota de 20%. A Apple está com 12% e a Huawei com 15%.

Amazon

A Amazon apresentou lucro líquido de 2,534 mil milhões de dólares, o equivalente a 5,07 dólar por acção, o que representou um forte avanço em relação ao ganho do mesmo período do ano anterior. O lucro mais que dobrou e é a primeira vez que a companhia regista lucro superior a dois mil milhões de dólares. O lucro também superou a previsão da própria companhia que, em Abril, previa ganhos de entre 1,1 e 1,9 mil milhões de dólares. O lucro do período homólogo foi de 197 milhões de dólares, ou seja, 0,40 dólares por acção.

Google

Alphabet, detentora da Google, registou lucro líquido de cerca de 3,2 mil milhões de dólares, o equivalente a 4,54 dólares por acção. Registou-se um recuo em relação ao mesmo período homólogo, quando se registou 3,5 mil milhões, ou 5,01 por acção. A receita, por sua vez, registou crescimento de 26%, passando de 26,01 para cerca de 32,7 mil milhões de dólares. O resultado superou as estimativas dos analistas, que perspectivavam 25,58 mil milhões.

Sansung

A fabricante de chips de memória, smartphones e TVs estimou um crescimento de 5,2% no lucro operacional para 13,2 mil milhões de dólares. A área de divisão de dispositivos móveis lucrou 2,4 mil milhões, uma queda de 34% em relação ao período anterior e menos 90 milhões que o previsto. A companhia atribui as “perdas acentuadas” à competição com os fabricantes de smartphones da China. Agora, a Samsung está a apostar em celulares com telas dobráveis.

Huawei

A terceira maior fabricante de celulares do mundo registou aumento na receita de 47,7 mil milhões de dólares, devido aos fortes desempenhos dos seus negócios, incluindo celulares, equipamentos de telecomunicações e serviços de infra-estrutura de tecnologia da informação. A empresa manteve o ritmo de crescimento verificado no mesmo período do ano anterior. A margem operacional, no período, subiu para 14%, ante 11% um ano atrás.

TESLA

A fabricante de carros eléctricos teve um prejuízo de 717,5 milhões de dólares, sendo que, no mesmo período do ano passado, a perda foi de 336,4 milhões. Em toda a sua história, a empresa de Elon Must teve somente dois trimestres lucrativos, o último foi em 2016. No entanto, no período em análise registou-se alguns aspectos positivos. Um deles é o fluxo de caixa livre negativo de 740 milhões de dólares, que foi menor do que o esperado.

Facebook

O Facebook registou o menor aumento de usuários em comparação com o trimestre anterior, na sua história. Analistas atribuem o facto aos diversos escândalos que enfrentou. A base de usuários do Facebook chegou a 2,2 mil milhões de usuários activos mensais e 1,47 mil milhões diários. Em ambos os casos, o crescimento ficou próximo de 1,5% em comparação ao trimestre anterior. Historicamente, a taxa de crescimento costumava ficar em 3%.

Microsoft

A companhia reportou lucros na faixa de 8,9 mil milhões, um aumento de 35%, comparativamente ao mesmo período do ano anterior. A receita foi de 30,1 mil milhões de dólares, um aumento de 17% em comparação ano a ano. Observou-se, entretanto, que as apostas para o consumidor final, que tradicionalmente eram secundárias para a Microsoft, começam a gerar resultados interessantes. Isso inclui bons resultados com a linha Surface.

LG

A LG Electronics reportou vendas consolidadas de 13,9 mil milhões de dólares, com lucros operacionais de 715,1 milhões. As vendas, no 2.º trimestre, subiram 3,2% e os lucros operacionais homólogos aumentaram 16,1%. A forte lucratividade nos electrodomésticos, soluções de ar e produtos premium de entretenimento doméstico compensaram os prejuízos operacionais nos componentes veiculares e comunicações móveis, no segundo trimestre.

Sharp

A Sharp reportou um aumento de 45% no lucro operacional trimestral, superando as estimativas dos analistas. Foi de 223 milhões de dólares, face aos cerca de 153 milhões de dólares do período homólogo e quando os analistas esperavam 161,9 milhões.

 

Comentários

A Informação mais vista

O Valor Económico

É o órgão de eleição para a divulgação da sua marca entre os públicos mais exigentes, designadamente decisores políticos e empresários, profissionais médios e estudantes universitários. Pauta-se pelo rigor da informação e da análise dos temas relevantes que afectam directa ou indirectamente a economia angolana e internacional e afirma-se como espaço de promoção de ideias, através da opinião e do debate.

NewsLetter

Contactos

Para anunciar no Valor Económico, entre em contacto connosco.

Rua Fernão Mendes Pinto, Nº 35, Bairro Alvalade,
Distrito da Maianga – Luanda.

Comercial Telemóveis:

(Geovana Fernandes):

+244 941 784 792

(Arieth Lopes)

+244 941 784 791

Telefones:
+244 222 320510 / 222 320514

comercial@gem.co.ao