wrapper

logo min

pten

AVALIAÇÃO. Apesar da pressão da Ásia, as companhias norte-americanas ainda dominam cenário da tecnologia. Entre as maiores empresas da área, 49 são dos Estados Unidos, indica o mais recente ranking da Forbes sobre a matéria, divulgado no início deste mês.

 

A Apple, segundo a Forbes, está em 1.º lugar há semanas, desde que as suas acções atingiram um novo recorde, chegando a 147 dólares no início de Maio, apesar das baixas vendas do iPhone. Durante o último ano, a empresa registrou 217 mil milhões em vendas, 45 mil milhóes de dólares em lucro, 331 mil milhões em activos e um valor de mercado de 752 mil milhões.

A criação de Steve Jobs não é só a maior companhia de tecnologia, mas também a 9.ª maior empresa do mundo, consideram os analistas da Forbes. No entanto, apesar de integrar o Top 10, está numa posição inferior à de 2016, quando ocupava o 8.º lugar no ‘ranking’das maiores do mundo.

Com companhias de 17 países, as empresas de tecnologia representam 118 posições no ‘ranking’ Global 2000 da Forbes, que lista as 2.000 maiores empresas de capital aberto.

Das 25 maiores empresas de tecnologia, 15 são norte-americanas, oito das quais no Top 10: Apple, Microsoft, Alphabet, IBM, Intel, Cisco Systems, Oracle e Facebook, que subiu 69 posições na lista Global 2000.

Já a sul coreana Samsung aparece na 2.ª posição, seguida pela Microsoft. A Hon Hai Precision Industry é a única outra representante da Ásia Pacífico a figurar no Top 10. Um integrante novo na lista é o Snap, a rede social com o maior IPO (Oferta Pública Inicial, em português) desde que o Twitter abriu o seu capital há três anos. A companhia lançou as suas acções em Março deste ano, e está listada como a 101.ª maior empresa de tecnologia e a 1.639.ª maior companhia do mundo. Entre os recém-chegados, estão também a SK Holdings, da Coreia do Sul, a Dell Technologies, o conglomerado Fortive e a empresa de circuitos integrados Advanced Micro Devices.

A nova lista registou movimentos significativos de empresas como a NVIDIA, que subiu 379 posições no ‘ranking’ global e ocupa a 41.ª posição no grupo de tecnologia, e a Nokia, que caiu 248 posições no geral mas, ainda assim, ficou na 33.ª posição entre as companhias de tecnologia. A empresa suíça de semicondutores STMicroelectronics NV teve um dos maiores saltos, pulando 816 posições entre as maiores do mundo (de 2.315 para o 1.499).

A lista Global 2000 da Forbes é baseada numa pontuação composta de medidas igualmente ponderadas de receita, lucro, activos e valor de mercado. A lista de 2017 conta com empresas de capital aberto de 58 países que, juntas, totalizaram receitas de 35,3 biliões de dólares, 2,5 biliões em lucro, 169,1 biliões em activos e um valor de mercado conjunto de 48,8 biliões, 10% a mais em relação ao ano passado.

 

Comentários

A Informação mais vista

O Valor Económico

É o órgão de eleição para a divulgação da sua marca entre os públicos mais exigentes, designadamente decisores políticos e empresários, profissionais médios e estudantes universitários. Pauta-se pelo rigor da informação e da análise dos temas relevantes que afectam directa ou indirectamente a economia angolana e internacional e afirma-se como espaço de promoção de ideias, através da opinião e do debate.

NewsLetter

Contactos

Para anunciar no Valor Económico, entre em contacto connosco.

Rua Fernão Mendes Pinto, Nº 35, Bairro Alvalade,
Distrito da Maianga – Luanda.

Comercial Telemóveis:

(Geovana Fernandes):

+244 941 784 792

(Arieth Lopes)

+244 941 784 791

Telefones:
+244 222 320510 / 222 320514

comercial@gem.co.ao