wrapper

logo min

pten

SAÚDE. Divisão de saúde da General Electrics analisa oportunidades de construção de infra-estruturas hospitalares. Recuperação de equipamentos e instalação de novos também fazem parte dos planos da multinacional norte-americana.

gp at hand nhs ai health 1000x600 thumb800

A General Electrics (GE) Healthcare pretende construir cinco hospitais em diferentes províncias, soube o VALOR, durante o ‘Angola Minsa Workshop’, organizado, na semana passada, pela divisão de saúde da multinacional norte-americana, que serviu também para a apresentação de tecnologias.

Eyong Ebai, director-geral da divisão de saúde para a África Ocidental, Central e Subsariana da GE Healthcare, confirmou as negociações com o Ministério da Saúde. Na estratégia concebida para Angola, a multinacional pretende dedicar-se a três eixos. Primeiro, na recuperação de equipamentos já instalados, em Angola, para servir de base a outros que possam ser colocados. Segundo, procurar ter maior impacto nos cuidados primários de saúde, sobretudo na neonatalidade nos hospitais municipais e centros de saúde. Terceiro, construir novos hospitais e reparar unidades já existentes, bem como seu total equipamento.

Nesta perspectiva, durante o fórum, foram apresentadas soluções para a recuperação de equipamentos, propostas para melhorar cuidados primários de saúde, bem como foram analisadas oportunidades de construção de infra-estruturas hospitalares e o respectivo financiamento.

A par disto, o director geral da divisão de saúde para África Ocidental, Central e Subsariana da GE Healthcare, garante que existem vários projectos de investimentos em Angola, que envolvem o sector publico e privado, sendo que está atenta ao surgimento de novas oportunidades no país e no continente.

A GE é um conglomerado multinacional que actua na aviação, ‘software’, conexões de energia, pesquisa global, assistência médica, iluminação, petróleo e gás, energia renovável, transportes e capital, serviços financeiros, dispositivos médicos, ciências da vida, produtos farmacêuticos, indústria automóvel e indústrias de engenharia.

Dos vários ramos de actuação em Angola, o negócio com maior crescimento é o fornecimento de energia. Por isso, está atenta ao plano do Governo de fornecimento e consumo de energia que admite um crescimento de 7,2 GW até 2025, aproximadamente quatro vezes o consumo actual, e que vai integrar mais gás, energias renováveis e uma geração hidro-eléctrica no cabaz energético do país.

 

Comentários

A Informação mais vista

O Valor Económico

É o órgão de eleição para a divulgação da sua marca entre os públicos mais exigentes, designadamente decisores políticos e empresários, profissionais médios e estudantes universitários. Pauta-se pelo rigor da informação e da análise dos temas relevantes que afectam directa ou indirectamente a economia angolana e internacional e afirma-se como espaço de promoção de ideias, através da opinião e do debate.

NewsLetter

Contactos

Para anunciar no Valor Económico, entre em contacto connosco.

Rua Fernão Mendes Pinto, Nº 35, Bairro Alvalade,
Distrito da Maianga – Luanda.

Comercial Telemóveis:

(Geovana Fernandes):

+244 941 784 792

(Arieth Lopes)

+244 941 784 791

Telefones:
+244 222 320510 / 222 320514

comercial@gem.co.ao