wrapper

logo min

pten

AVIAÇÃO. Portugal continua a ser o destino mais solicitado na companhia nacional, embora se tenha registado uma quebra considerável na rota Luanda/Porto, que perdeu o estatuto de segunda rota mais solicitada. Lisboa continua a ser o destino favorito nos voos internacionais e Cabinda a rota doméstica mais movimentada.

TASD

A Taag transportou, em 2018, mais de 1,5 milhões de passageiros, registando-se um aumento de mais de 141 mil passageiros, ou 10%, face a 2017, ano em que transportou 1,3 nas rotas intercontinentais, domésticas e regionais.

O maior crescimento registou-se nas rotas regionais e foi de 16%, passando de 311 mil para os 362 mil passageiros. Apesar deste crescimento, os destinos regionais continuam a corresponder à menor quota entre os fluxos, representando 23,8% do global, enquanto os domésticos correspondem a 41,9% e os intercontinentais a 34,2%.

O menor crescimento registou-se nas rotas intercontinentais e foi de 8%, passando de 480 mil para 519 mil passageiros. Nos destinos domésticos, registou-se um crescimento de 9% para 636 mil passageiros.

Portugal continuou a ser o principal destino dos passageiros da companhia nacional, apesar da quebra de cerca de 9% que se registou na rota Luanda/Porto, passando de 76 mil para os 70 mil passageiros.

A quebra foi, no entanto, compensada pelo crescimento de cerca de 12% que se registou na rota Luanda/Lisboa, passando de quase 294 mil para os 329 mil.

Assim, enquanto Luanda/Lisboa conservou o estatuto de linha com maior solicitação, a Luanda/Porto perdeu para Luanda/São Paulo o estatuto de segunda mais solicitada.

Entre Luanda e a cidade brasileira, o número de passageiros passou dos 65 mil para os 80 mil, ou seja, cresceu cerca de 23%, o terceiro maior aumento entre as rotas intercontinentais e regionais. Igual crescimento registou-se entre Luanda e Joanesburgo, enquanto o maior foi de 53,5% e registou-se na ligação Luanda/Maputo, seguindo-se 24% na rota Luanda e a cidade sul- -africana do Cabo.

A rota Luanda/Joanesburgo continua a ser a mais solicitada entre os destinos regionais, seguindo-se Luanda/Cidade do Cabo. A África do Sul tem assim os destinos mais solicitados da companhia entre os voos regionais.

Viajaram cerca de 218 mil pessoas, mais 41 mil ou 23% que em 2017. A terceira rota mais solicitada é Luanda/Whindhoek em que se registou, no entanto, uma quebra de cerca de 10%, passando de 53 mil para os 48 mil passageiros.

 

Comentários

A Informação mais vista

O Valor Económico

É o órgão de eleição para a divulgação da sua marca entre os públicos mais exigentes, designadamente decisores políticos e empresários, profissionais médios e estudantes universitários. Pauta-se pelo rigor da informação e da análise dos temas relevantes que afectam directa ou indirectamente a economia angolana e internacional e afirma-se como espaço de promoção de ideias, através da opinião e do debate.

NewsLetter

Contactos

Para anunciar no Valor Económico, entre em contacto connosco.

Rua Fernão Mendes Pinto, Nº 35, Bairro Alvalade,
Distrito da Maianga – Luanda.

Comercial Telemóveis:

(Geovana Fernandes):

+244 941 784 792

(Arieth Lopes)

+244 941 784 791

Telefones:
+244 222 320510 / 222 320514

comercial@gem.co.ao