Print this page

A Sonangol e a Exxon Mobil assinaram hoje, 14, em Luanda, um memorando de entendimento que oficializa as negociações em curso para o desenvolvimento de três novas concessões petrolíferas na bacia do Namibe, que vão permitir produzir petróleo naquela província.

0f4fffe80 836c 4ac8 8c4c 2c9d91245add

Assinado pelo presidente da Sonangol, Carlos Saturnino e pelo director-geral da Exxon Mobil em Angola, Andre Kostelnik, o acordo para pesquisa e exploração de petróleo constitui uma novidade e abre boas perspectivas na estratégia de relançamento da produção do crude em Angola, que regista actualmente um declínio natural em grande parte das áreas de exploração.

O país já chegou a produzir 1,8 milhões de barris/dia, mas regista uma queda com a produção a fixar-se agora em 1,5 milhões de barris/dia. Na ocasião, Carlos Saturnino, disse terem concluído uma primeira etapa no reforço da cooperação entre as duas companhias para a realização de novos investimentos em Angola.

O memorando abre caminho para as partes iniciarem negociações dos contratos para cada uma das concessões, no âmbito da estratégia da Sonangol de reforçar a procura de novas actividades petrolíferas, descoberta de novas reservas, sustentabilidade e aumento da produção nos próximos anos.

A Exxon Mobil é a operadora do bloco 15, com uma participação de 40 %, com uma produção diária média de 235 mil barris.