wrapper

logo min

pten

BEBIDAS. Apesar de estar a produzir abaixo de 50% da capacidade instalada, a empresa pretende regressar às exportações e aposta na produção de águas aromatizadas.

30874621 976342129157604 361703972 n

A fábrica de água Cesse do Negage ampliou, em 2017, a sua capacidade de produção em 59%, para 27 mil garrafas por dia, mas continua distante da capacidade instalada de 65 mil garrafas.

O director-geral, Gilberto Cassumba, aponta a dificuldade de acesso às divisas como principal entrave. “Temos as linhas de produção cá, mas faltam alguns equipamentos que precisam de ser importados, porque a nossa maquinaria vem dos EUA e as divisas são indispensáveis”, justifica.

Apesar dessas dificuldades, o gestor garante pretender avançar com a segunda fase do projecto, que passa, essencialmente, pela ampliação da fábrica, adicionando mais duas linhas de enchimento às quatro existentes. O objectivo, explica, é atingir uma cobertura de, pelo menos, 65% do território de Angola.

“Embora a Cesse não disponha de capacidade para fazer a cobertura de todo o território, temos disponibilidade de vender em qualquer ponto do país. Temos aceitação nos hotéis de referência em todo o país e nos clubes desportivos”, refere Cassumba.

A exportação não é nova para a empresa. Num passado recente, vendeu para a Namíbia e tinha contactos avançados para enviar água para o Dubai. Mas a dificuldade de divisas interrompeu os dois processos. Pela mesma razão, também foi interrompida a produção da água aromatizada. Para evitar constrangimentos, está projectado um investimento na fruticultura para minimizar os custos de importação da matéria-prima.

Gilberto Cassumba perspectiva que o mercado das bebidas e águas continue a crescer, embora exista muito tabu. “Há pessoas que compreendem mal a questão das águas minerais”, defende, referindo um aumento do consumo da água purificada pelo país.

Localizada no bairro Bengo, em Negage, no Uíge, a fábrica foi inaugurada a 4 de Fevereiro de 2014 e resultou de um investimento de seis milhões de dólares.

 

Comentários

A Informação mais vista

O Valor Económico

É o órgão de eleição para a divulgação da sua marca entre os públicos mais exigentes, designadamente decisores políticos e empresários, profissionais médios e estudantes universitários. Pauta-se pelo rigor da informação e da análise dos temas relevantes que afectam directa ou indirectamente a economia angolana e internacional e afirma-se como espaço de promoção de ideias, através da opinião e do debate.

NewsLetter

Contactos

Para anunciar no Valor Económico, entre em contacto connosco.

Rua Fernão Mendes Pinto, Nº 35, Bairro Alvalade,
Distrito da Maianga – Luanda.

Comercial Telemóveis:

(Geovana Fernandes):

+244 941 784 792

(Arieth Lopes)

+244 941 784 791

Telefones:
+244 222 320510 / 222 320514

comercial@gem.co.ao