wrapper

logo min

pten

Clientes da Jefran, que se queixam, desde 2016, de incumprimento de prazos por parte da imobiliária, deverão receber as casas em Julho, garante o director-geral da empresa, Gerson Silva. “Temos solução, o que pedimos apenas aos nossos clientes é tempo”, apela o empresário, avançando que, nessa altura, mais de mil habitações estarão construídas. Silva admite que a empresa está numa situação de incumprimento, mas “não de burla”, justificando os atrasos com “a crise económica” em que o país mergulhou em 2014. “É um problema que afectou praticamente todas as empresas angolanas e a Jefran não foi excepção”, defende-se.

jefran1

O director da imobiliária explicou ainda que já tinha 500 clientes que não tinham recebido casas nos prazos acordados, tendo sido solucionada metade das reclamações. Em alguns casos, a empresa “fez o reembolso dos valores, enquanto noutros se fez mesmo a entrega das moradias”. A Jefran, empresa de construção e comercialização de habitações sociais, tem respondido em tribunal a vários processos desencadeados por clientes, motivados por incumprimentos da imobiliária em relação aos prazos de entrega. O Instituto Nacional de Defesa do Consumidores (INADEC), afecto ao Ministério do Comércio, também comunicou a recepção de, pelo menos, 70 reclamações contra a empresa. A directora do INADEC, Paulina Semedo, reuniu-se com clientes lesados, tendo anunciado a criação de uma comissão para trabalhar em soluções amigáveis. Parte dos queixosos exige devolução dos valores com juros de mora.

No entanto, Gerson Silva queixa-se também de vários clientes que, há um ano, receberam moradias, mas não pagam as mensalidades da renda resolúvel. “Infelizmente, fizemos entrega de muitas casas. Mais de 1.500 entregues em sistema de renda resolúvel e nos deparamos com incumprimentos de pagamento de mensalidades por parte dos clientes”, lamenta.

“Esse é também um dos problemas que tem estado a impedir-nos de concretizar outros projectos. Somos a primeira empresa privada a comercializar habitações sociais, por via da renda resolúvel. Portanto, o não pagamento das mensalidades está a criar grandes problemas à empresa”, acrescenta.

A Jefran, que já construiu mais de três mil casas, está envolvida em vários projectos habitacionais em mais de cinco províncias, sendo que, só em Luanda, a imobiliária controla 32 condomínios, todos nos arredores do Benfica.

 

Comentários

A Informação mais vista

O Valor Económico

É o órgão de eleição para a divulgação da sua marca entre os públicos mais exigentes, designadamente decisores políticos e empresários, profissionais médios e estudantes universitários. Pauta-se pelo rigor da informação e da análise dos temas relevantes que afectam directa ou indirectamente a economia angolana e internacional e afirma-se como espaço de promoção de ideias, através da opinião e do debate.

NewsLetter

Contactos

Para anunciar no Valor Económico, entre em contacto connosco.

Rua Fernão Mendes Pinto, Nº 35, Bairro Alvalade,
Distrito da Maianga – Luanda.

Comercial Telemóveis:

(Geovana Fernandes):

+244 941 784 792

(Arieth Lopes)

+244 941 784 791

Telefones:
+244 222 320510 / 222 320514

comercial@gem.co.ao