wrapper

logo min

pten

CAFÉ. Empresa declara ter projecto de aumento da capacidade produtiva local que inclui apoio ao cultivo de café e a manutenção dos 120 empregos.

thumbnail ANGONABEIRO

 A Angonabeiro prevê um crescimento de 20% nas vendas de café em 2017, face aos 30 milhões de dólares de facturação no ano passado, antecipou, ao VALOR, o seu director-geral, Pedro Ribeiro.

Em 2016, a empresa produziu aproxidamadamente 300 toneladas de marca nacional Ginga e exportou 200 toneladas do produto, quantidade que, segundo Ribeiro, só não foi maior devido ao preço de aquisição do café que foi superior à cotação internacional.

Actualmente, a Angonabeiro compra cerca de 80% da produção em Angola, pricipalmente a espécie robusta, que Ribeiro considera de “excelente qualidade”. Após a compra, a maior parte do café verde é exportada para a empresa-mãe, a Delta, em Portugal, sendo o produto nacional incorporado em vários outros produtos e exportado para 37 países.

Pedro Ribeiro indicou que a Delta recebe pontualmente solicitações para exportar o café Ginga para países como a China, Senegal, Namíbia e Estados Unidos, “sendo que o desafio passa por tornar permanente e consistente a exportação desta marca angolana”. Dentro da área dos mercados internacionais do grupo Delta, que engloba 30% do negócio fora de Portugal, Angola representa uma quota de 40%, calculou Ribe iro.

Com os fornecedores da empresa situados entre os produtores de pequeno e médio portes, Ribeiro explica que a Angonabeiro “ajuda os produtores a integrarem no cultivo as melhores práticas agrícolas”, sendo que o grupo possui um programa de micro-crédito com um tecto máximo de 50 milhões de kwanzas que apoia cerca de 20 mil famílias.

Para o futuro imediato, a Delta considera fazer novos investimentos em Angola, pelo que se encontra a explorar oportunidades de investimento que permitam a aplicação do ‘know-how’ na área da produção de alimentos.

Enquanto isso, o grupo investiu, em Portugal, três milhões de dólares em novas linhas que, brevemente, devem chegar a Angola, com vista a aumentar a produção de café e açucar, “facto que vai permitir quadruplicar a produção de café, sobretudo o Ginga”.

Segundo Ribeiro, a empresa tem em carteira um projecto de crescimento da capacidade produtiva instalada, que inclui o apoio ao cultivo do café verde, além da manutenção dos 120 postos de trabalho no país.

A Angonabeiro produz, em Angola, o café Ginga, marca 100% naiconal, e comercializa uma gama alargada de produtos, entre os quais o Delta Q.

 

Comentários

A Informação mais vista

O Valor Económico

É o órgão de eleição para a divulgação da sua marca entre os públicos mais exigentes, designadamente decisores políticos e empresários, profissionais médios e estudantes universitários. Pauta-se pelo rigor da informação e da análise dos temas relevantes que afectam directa ou indirectamente a economia angolana e internacional e afirma-se como espaço de promoção de ideias, através da opinião e do debate.

NewsLetter

Contactos

Para anunciar no Valor Económico, entre em contacto connosco.

Rua Fernão Mendes Pinto, Nº 35, Bairro Alvalade,
Distrito da Maianga – Luanda.

Comercial Telemóveis:

(Geovana Fernandes):

+244 941 784 792

(Arieth Lopes)

+244 941 784 791

Telefones:
+244 222 320510 / 222 320514

comercial@gem.co.ao