wrapper

logo min

pten

TELECOMUNICAÇÕES. Empresa refere que a aposta na área dos serviços diminui o recurso à importação de produtos, fazendo com que esteja somente focada na manutenção do ‘know-how’.

20526792 785633018228517 1777072167 n

A empresa de direito angolano ligada a soluções integradas no mercado de tecnologia de informação e comunicação Omnidata Trading deverá continuar a apostar na área dos serviços tecnológicos, no mercado nacional, no intuito de ‘fintar’ o impacto da crise económica que continua a assolar o país.

A estratégia foi avançada, ao VALOR, pelo director técnico da empresa, Mandela Barros, durante o ‘Fórum Omnidata’, realizado, na semana passada, em Luanda, para assinalar os 20 anos de existência da empresa no mercado angolano.

Segundo Barros, o balanço de 20 anos das operações da empresa, em Angola, “é positivo”, apesar da actual crise económica, atribuindo o “sucesso” à aposta na área de serviços de tecnologia integrada que, em muitos casos, dispensa o recurso à importação de produtos.

“Como muitas empresas, em Angola, a Omnidata também se ressente da crise, mas em proporções menores porque temos apostado na área dos serviços para driblar a crise. Nesta área, não dependemos grandemente da importação, mas sim de ‘know-how’, e isso nós temos”, assinalou Barros.

A fonte recusou-se, no entanto, a avançar números sobre o volume de facturação no ano passado, por “se tratar de um assunto fora da sua jurisdição”. Entretanto, o Valor apurou que, em 2015, a empresa registou um resultado de cerca de 7,7 mil milhões de kwanzas, o que representou um crescimento de 72%, face aos 4,5 mil milhões de kwanzas de 2014.

O CONTRIBUTO DO ANGOSAT

Referindo-se à anunciada entrada em operação do satélite angolano para breve, Mandela Barros enalteceu o investimento do Estado, salientando que vai “certamente” dinamizar, ainda mais, o mercado, em termos de capacidade de largura de banda. “Até ao momento, precisamos de meios como a fibra óptica para poder interligar as empresas e as pessoas mas, agora, o Angosat vai certamente ser um grande contributo para que possamos agregar ainda mais valor aos serviços que já prestamos ao mercado”, asseverou.

Em termos concretos, a empresa presta actualmente serviços tecnológicos na área de redes sem fios, redes de computadores, comunicação unificada, data storage, virtualização, backup e restauração, segurança de informação, entre outros.

Entre os seus principais clientes, destacam-se as duas operadoras de telefonia móvel, em Angola, nomedamente a Unitel e a Movicel. Mas a carteira de clientes estende-se também à banca, sendo o Standard Bank um dos principais ‘consumidores’ dos serviços da Omnidata ou ainda a nível do Governo, onde se destacam clientes como o Ministério das Pescas.

 

Comentários

A Informação mais vista

O Valor Económico

É o órgão de eleição para a divulgação da sua marca entre os públicos mais exigentes, designadamente decisores políticos e empresários, profissionais médios e estudantes universitários. Pauta-se pelo rigor da informação e da análise dos temas relevantes que afectam directa ou indirectamente a economia angolana e internacional e afirma-se como espaço de promoção de ideias, através da opinião e do debate.

NewsLetter

Contactos

Para anunciar no Valor Económico, entre em contacto connosco.

Rua Fernão Mendes Pinto, Nº 35, Bairro Alvalade,
Distrito da Maianga – Luanda.

Comercial Telemóveis:

(Geovana Fernandes):

+244 941 784 792

(Arieth Lopes)

+244 941 784 791

Telefones:
+244 222 320510 / 222 320514

comercial@gem.co.ao