wrapper

logo min

pten

A empresa pesqueira Guanda espera inaugurar, até Setembro, na Baía Farta, em Benguela, uma unidade fabril destinada à captura e processamento de pescado, num investimento de 41,9 milhões de dólares.

thumbnail 02c4b6ac2be d1e6 4bf5 a04a cf9b34d587a7 r NjQweDM0Mw3d3d

Segundo o contrato assinado com a Unidade Técnica para o Investimento Privado (UTIP), a empresa prevê a captura anual de 24 mil toneladas de pescado, além do processamento de três mil toneladas de peixe seco, 1.800 toneladas de óleo peixe e seis mil toneladas farinha de peixe.

A implementação da unidade vai ser feita em duas fases. A primeira comporta a captura, congelação e a produção de peixe seco e estará localizada no município da Baia-Farta. A segunda fase prevê a produção de farinha e óleo de peixe e estará localizada no município de Benguela.

O projecto resulta de uma parceria entre empresários angolanos e estrangeiros, sendo que a parte angolana detém 51% do negócio. O total do investimento destina-se à compra de embarcações e à construção de infra-estruturas adstritas ao projecto, como a instalação de produção, aquisição de máquinas e de equipamentos produtivos e administrativos.

A empresa pesqueira pretende, desta feita, contribuir para o fortalecimento da pesca industrial, no processamento de pescado, “condição fundamental para a estabilidade dos preços do peixe e os seus derivados”, com a previsão de gerar 505 empregos directos e mais de seis mil indirectos, fruto da parceria que vai estabelecer com outras pescarias da região.

Consta também das intenções da Guanda a produção de peixe seco para atender as necessidades internas e para a exportação para os países da região austral, onde o consumo deste produto é elevado.

O contrato de investimento, assinado na última semana pelos directores da Guanda e da UTIP, respectivamente, Cunhui Chen e Norberto Garcia, prevê que o projecto passe para a fase de execução dentro de dois meses. A UTIP classificou o projecto da Guanda como “o maior do sector pesqueiro no país”.

MUXIMA SHOPPING INVESTE 102 MILHÕES USD

Também na semana passada, foi assinado o contrato de investimento de 102,2 milhões de dólares da Muxima Shopping, o novo centro comercial projectado para a capital do país. O espaço, que prevê a criação de 700 postos de trabalho, vai ser erguido em Viana.

O Muxima Shopping reúne investidores privados de Angola, Estados Unidos da América, Canadá e Dubai, tendo beneficiado de incetivos fiscais, como a redução em 25% do pagamento de impostos industriais, do imposto sobre a aplicação de capitais e do Sisa, por um prazo de quatro anos.

 

Comentários

A Informação mais vista

O Valor Económico

É o órgão de eleição para a divulgação da sua marca entre os públicos mais exigentes, designadamente decisores políticos e empresários, profissionais médios e estudantes universitários. Pauta-se pelo rigor da informação e da análise dos temas relevantes que afectam directa ou indirectamente a economia angolana e internacional e afirma-se como espaço de promoção de ideias, através da opinião e do debate.

NewsLetter

Contactos

Para anunciar no Valor Económico, entre em contacto connosco.

Rua Fernão Mendes Pinto, Nº 35, Bairro Alvalade,
Distrito da Maianga – Luanda.

Comercial Telemóveis:

(Geovana Fernandes):

+244 941 784 792

(Arieth Lopes)

+244 941 784 791

Telefones:
+244 222 320510 / 222 320514

comercial@gem.co.ao