wrapper

logo min

pten

SEGUROS. Mais nova companhia almeja emitir 10 mil apólices em 2018. Gestor quer mais intervenção do Estado na fiscalização.

 4O5A5333

A Sol Seguros, seguradora criada há nove meses com um capital social de 1,6 mil milhões de kwanzas, perspectiva facturar cerca de 300 milhões de kwanzas este ano. O CEO da entidade, Morais de Brito, revela ser objectivo da companhia “rapidamente co-liderar o mercado”, apesar de reconhecer a “robustez financeira e a qualidade dos serviços da concorrência”.

Mateus de Brito acredita que “será possível alcançar os planos, dado o número de apólices já emitidas e solicitações, associadas ao investimento financeiro realizado e à qualidade técnica do pessoal - na sua maioria captada das seguradoras mais antigas e da expansão da companhia, cujas agências estão em todas as dependências do banco”.

No ramo automóvel, o Sol Seguros oferece três coberturas, designadamente de responsabilidade civil. “Reconheço que já há muitas empresas do sector e que seja muito difícil alcançarmos os resultados líquidos pretendidos, mas, através da formação contínua dos quadros, poderemos vir a aumentar a produtividade, a qualidade e eficiência, garantindo assim uma oferta competitiva para o mercado e satisfazer os accionistas e não só”, sublinha Mateus de Brito, para quem a proliferação do modelo de bancos-seguros “proporciona vantagens” para as empresas e famílias, na garantia dos patrimónios, activos financeiros e patrimoniais.

“O surgimento de novas seguradoras, além de proporcionar emprego e receitas para o Estado, factores que contribuem bastante para o desenvolvimento colectivo, demonstra que Angola tem um mercado fértil no ramo de seguros”, refere Mateus de Brito.

Os indicadores das seguradoras apontam o país como tendo potencial significativo por explorar, registando apenas 1% de níveis de penetração do mercado segurador, em comparação a alguns Estados africanos, cuja média de penetração anda acima dos 3%.

Para o responsável da Sol Seguros, a ausência de fiscalização, quanto ao cumprimento dos seguros obrigatórios, “está na base da contínua retracção do mercado”. Por isso, defende um “maior empenho por parte do Executivo para que as pessoas e as empresas saibam a importância das seguradoras em suas vidas”.

Lançada a 9 de Agosto de 2017, a seguradora do Banco Sol tem 31 colaboradores, todos angolanos, formados em diferentes especialidades, com uma média de experiência entre quatro e cinco anos.

 

Comentários

A Informação mais vista

O Valor Económico

É o órgão de eleição para a divulgação da sua marca entre os públicos mais exigentes, designadamente decisores políticos e empresários, profissionais médios e estudantes universitários. Pauta-se pelo rigor da informação e da análise dos temas relevantes que afectam directa ou indirectamente a economia angolana e internacional e afirma-se como espaço de promoção de ideias, através da opinião e do debate.

NewsLetter

Contactos

Para anunciar no Valor Económico, entre em contacto connosco.

Rua Fernão Mendes Pinto, Nº 35, Bairro Alvalade,
Distrito da Maianga – Luanda.

Comercial Telemóveis:

(Geovana Fernandes):

+244 941 784 792

(Arieth Lopes)

+244 941 784 791

Telefones:
+244 222 320510 / 222 320514

comercial@gem.co.ao