wrapper

logo min

pten

BANCA. Entidade deve anunciar, nas próximas semanas, mexidas na equipa da gestão, decisão que deve sair de uma assembleia-geral de accionistas aguardada para finais de Outubro. Ajustes devem resultar da integração de um novo accionista do banco, o grupo Inpal.

ng1010859

Uma reunião da assembleia-geral de accionistas do Standard Bank Angola (SBA), aguardada para finais de Outubro, antecipa reajustes na estrutura da administração do banco, a julgar pela mais do que provável formalização da entrada do novo accionista, o grupo Inpal.

A agenda do banco, de dois pontos, a que o VALOR teve acesso, increve a apresentação, na assembleia, de novas estratégias de actuação, a pedido dos accionistas, mas não menciona qualquer discussão sobre a entrada do novo investidor.

O VALOR sabe, entretanto, e como já noticiou em várias edições passadas, da entrada do grupo empresarial angolano Inpal, que absorveu 49% da participação então detida pela seguradora AAA, num negócio acompanhado e confirmado pelo Banco Nacional de Angola (BNA).

Em entrevista exclusiva a este jornal em Maio passado, o actual CEO do SBA, António Coutinho, negou, entretanto, que o negócio com o novo accionista estivesse fechado, confirmando a manutenção das AAA, liderada por Carlos São Vicente, na estrutura accionista do banco.

“Não está nada fechado.Continuamos com os nossos dois accionistas, que é o Standard Bank e o grupo AAA. O grupo AAA continua a fazer parte. Ainda não teve uma assembleia-geral, onde se mudasse de accionistas”, reagiu Coutinho, numa clara alusão à ausência do novo investidor no capital do banco. As declarações do CEO foram, no entanto, contrariadas, na altura, por fonte da seguradora que indicou que as AAA já tinham alienado a sua participação a favor da Inpal e que desconheciam o estágio em que se encontrava o processo.

Mas é também pelas declarações de António Coutinho, em Maio, que se espera agora pela entrada formal do grupo Inpal, uma vez que a não realização da assembleia-geral era apontada como a única razão que condicionava a formalização do novo accionista.

Ao que o VALOR apurou, na altura, a saída de São Vicente, conjugada com a ausência de rostos da Inpal no banco, levou a que, nos últimos dois anos, a gestão do SBA ficasse sob controlo exclusivo da parte sul-africana.

BNA domina processo…

Também, em Maio, fonte do banco central conhecedora do processo avançou que a finalização do negócio que deve colocar os angolanos do grupo Inpal Participações no capital do banco estava “dependente de um conjunto de documentos” que o BNA terá solicitado ao SBA e que, até à altura, não tinham sido entregues, apesar de a instituição liderada por Valter Filipe ter notificado o banco, por volta de Agosto de 2016. Conforme escreveu o jornal, o despacho do BNA que aprova o novo investidor terá sido exarado ainda no segundo trimestre de 2016 e, poucos meses depois, o regulador terá notificado o banco a remeter os documentos que condicionavam o registo dos 49% das acções a favor da Inpal, entre os quais a acta de assembleia-geral de accionistas do SBA, a mesma que deve acontecer no próximo Outubro.

 

Comentários

A Informação mais vista

O Valor Económico

É o órgão de eleição para a divulgação da sua marca entre os públicos mais exigentes, designadamente decisores políticos e empresários, profissionais médios e estudantes universitários. Pauta-se pelo rigor da informação e da análise dos temas relevantes que afectam directa ou indirectamente a economia angolana e internacional e afirma-se como espaço de promoção de ideias, através da opinião e do debate.

NewsLetter

Contactos

Para anunciar no Valor Económico, entre em contacto connosco.

Rua Fernão Mendes Pinto, Nº 35, Bairro Alvalade,
Distrito da Maianga – Luanda.

Comercial Telemóveis:

(Geovana Fernandes):

+244 941 784 792

(Arieth Lopes)

+244 941 784 791

Telefones:
+244 222 320510 / 222 320514

comercial@gem.co.ao