wrapper

logo min

pten

BANCA ELECTRÓNICA. Administração do maior banco angolano em lucros quer colocar os canais de pagamento da entidade em primeiro lugar nas opções de escolhas dos clientes, através de duas novas campanhas.

21622022 1720522437958856 1091087078 n

O Banco de Fomento Angola (BFA) acaba de anunciar, no seu website, duas novas campanhas de apresentação dos serviços BFA Net, BFA Net Empresas e BFA Apps, desenvolvidos para facilitar pagamentos de facturas sem que os clientes se desloquem às agências, e que podem colocar o banco na primeira linha das opções de pagamentos digitais.

Baptizadas com as frases ‘Pague onde estiver, pague no BFA’ e ‘Onde quer que vá, leve o BFA consigo’, as campanhas vêm ajudar a instituição na divulgação dos serviços digitais, além de facilitar os clientes nas escolhas das múltiplas formas de realizar operações, como o pagamento de contas por via da net e sem ir ao balcão.

“A campanha ‘Pague onde estiver, pague no BFA’ tem como objectivo promover todas as alternativas para os pagamentos de facturas que o BFA tem disponíveis nos seus vários canais, nomeadamente no BFA Net, BFA Net Empresas e BFA App e nas agências BFA. Resumindo, pretende-se que um cliente que tenha uma factura para pagamento pense, em primeiro lugar, no BFA, independentemente do canal BFA que pretenda utilizar”, explica a administração, em nota publicada no portal.

Além da necessidade de apresentação e expansão do serviço, a campanha ‘Onde quer que vá, leve o BFA consigo’“visa promover o serviço ‘Homebanking’ do BFA como uma solução eficaz no apoio à gestão diária dos clientes, particulares ou empresas, principalmente quando estão fora de Angola”, perspectivam os gestores da também terceira maior instituição financeira em activos, atrás do BAI e BPC.

Banco em número

Até Junho último, o banco agora presidido por Jorge Ferreira, com a pasta da comissão executiva, tinha 1,6 milhões de clientes, precisamente 1.660.962, e 191 balcões, captados ao longo de 23 anos de actividade no mercado bancário nacional.

O banco fechou o primeiro semestre com 7,9 mil milhões de dólares em activos e um resultado líquido na ordem dos 249 milhões de dólares, o maior do sistema no período. Aliás, o banco, co-financiado pela Unitel de Isabel dos Santos, é líder da banca doméstica em resultados líquidos positivos há três anos.

Do lado social, o conselho de administração do BFA deliberou, em finais de 2005, a criação de um Fundo Social, durante um período de quatro anos, através da dotação de 5% dos lucros totais do Banco. “Neste âmbito, o BFA mantém uma importante actividade de apoio a iniciativas sociais relevantes ao nível local e nacional nos domínios da educação, saúde e solidariedade social”, escreve a administração, num boletim interno que balanceia as actividades do banco, no primeiro semestre deste ano.

 

Comentários

A Informação mais vista

O Valor Económico

É o órgão de eleição para a divulgação da sua marca entre os públicos mais exigentes, designadamente decisores políticos e empresários, profissionais médios e estudantes universitários. Pauta-se pelo rigor da informação e da análise dos temas relevantes que afectam directa ou indirectamente a economia angolana e internacional e afirma-se como espaço de promoção de ideias, através da opinião e do debate.

NewsLetter

Contactos

Para anunciar no Valor Económico, entre em contacto connosco.

Rua Fernão Mendes Pinto, Nº 35, Bairro Alvalade,
Distrito da Maianga – Luanda.

Comercial Telemóveis:

(Geovana Fernandes):

+244 941 784 792

(Arieth Lopes)

+244 941 784 791

Telefones:
+244 222 320510 / 222 320514

comercial@gem.co.ao