wrapper

logo min

pten
Sem Autor

Sem Autor

Isaías Samakuva deixa Assembleia Nacional

O líder da UNITA, Isaías Samakuva, suspendeu hoje (19) o seu mandato de deputado à Assembleia Nacional, face à sua continuidade na liderança do partido.

6793dfaeaedce2b3d0e76a48b5f73adc XL

Isaías Samakuva tinha manifestado desejo de deixar a presidência da UNITA, que ocupa desde 2003, face aos resultados das últimas eleições gerais, mas recentemente veio a público afirmar que, a pedido dos militantes, vai terminar o seu mandato, válido até 2019.

Na reunião plenária de hoje na Assembleia Nacional, também pela UNITA, foi suspenso o mandato do falecido deputado João Marques Ntiama, substituindo o lugar de ambos os deputados Sediangani Mbimbi e João Garcia Quitas.

A movimentação de deputados ocorreu ainda no grupo parlamentar do MPLA, com a substituição de Carlos Ferreira Pinto e Valentina Filipe, por incompatibilidade de funções.

Carlos Ferreira Pinto foi indicado novo Provedor de Justiça e Valentina Matias administradora do Fundo Soberano de Angola.

Read more...

Ministros africanos dos Petróleos chegam a Luanda

Ministros africanos dos petróleos continuam a chegar esta sexta-feira (19), a Luanda, para participarem na reunião do Conselho de Ministros da Organização de Produtores de Petróleos Africanos (APPO), a acontecer hoje, na capital.

20180116082404reformasdebate

Desembarcaram esta manhã os responsáveis do sector dos petróleos da Guiné Equatorial Gabriel Mbega Lima, da Nigéria, Emmanuel Ibe Kachikwu, e da Côte d'Ivoire, Thierry Tanho. Segundo fonte do Ministério dos Recursos Minerais e Petróleos, os ministros do Gabão, Benin e Tchad, respectivamente Pascal Houangni Ambourque, Samou Seidou Adambi e Bechir Madet, cancelaram as suas presenças no fórum por motivos ainda não especificados.

A reunião prevê debater a estratégia de implementação da reforma da estrutura e de recapitalização do fundo da APPO, para a cooperação técnica, no sentido de concluir a reforma em curso na organização e abordar os desafios actuais da indústria petrolífera no continente e além-fronteiras.

Esta reforma visa adequar a APPO a rever a sua missão e adaptá-la ao novo contexto petrolífero internacional, bem como suprir as necessidades energéticas do continente africano.

Criada há 31 anos como plataforma de cooperação, colaboração e intercâmbio de experiências entre os seus membros, a APPO sucede a Associação dos Países Africanos Produtores de Petróleo (APPA) e é constituído por 18 países do continente e tem como membros fundadores Argélia, Angola, Benim, camarões, Congo, Líbia e Nigéria.

Read more...

Angola pode movimentar três vezes mais passageiros até 2036

Esse crescimento só será possível se o país abrir o seu mercado, focando a sua participação nos esforços de conectividade em todo o continente, indica a IATA.

taag new

A Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA) estima que o mercado de transporte aéreo de Angola movimentará três vezes mais passageiros até 2036, chegando a 7,1 milhões de passageiros/ano, com taxa de crescimento anual prevista de 6,7%. Essas projecções, segundo a organização, têm como base os registos actuais do Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, cujo movimento anualmente, desde a sua remodelação e ampliação em 2010, atingiu dois milhões de passageiros/ano, uma cifra próxima da capacidade instalada que é de 3,6 milhões de passageiros.

De acordo com o presidente da IATA, Alexandre de Juniac, que discursava nesta quinta-feira, durante uma conferência internacional sobre a Aviação Civil, esse crescimento só será possível se o país abrir o seu mercado, focar a sua participação nos esforços de conectividade em todo o continente, desbloqueando recursos, consultando o sector para melhorar a sua infra-estrutura e seguir as normas de segurança de classe mundial.

O responsável identificou quatro pressupostos fundamentais para existência de um sistema de aviação forte, que carece de abordagem em Angola em particular e África no geral, como os recursos bloqueados, conectividade, segurança e expansão eficiente da infra-estrutura. Relativamente aos recursos bloqueados, frisou que em nove países africanos, as companhias aéreas internacionais não conseguem repatriar os seus ganhos em moeda estrangeira, enquanto isso as locais têm dificuldades para pagar os seus fornecedores e parceiros de negócios em moeda estrangeira. “Angola e outros países estão a passar por grandes problemas económicos. É do interesse de todos garantir o pagamento adequado das companhias aéreas a taxas de câmbio justas e no valor total “, disse.

Read more...

Comentários

A Informação mais vista

O Valor Económico

É o órgão de eleição para a divulgação da sua marca entre os públicos mais exigentes, designadamente decisores políticos e empresários, profissionais médios e estudantes universitários. Pauta-se pelo rigor da informação e da análise dos temas relevantes que afectam directa ou indirectamente a economia angolana e internacional e afirma-se como espaço de promoção de ideias, através da opinião e do debate.

NewsLetter

Contactos

Para anunciar no Valor Económico, entre em contacto connosco.

Rua Fernão Mendes Pinto, Nº 35, Bairro Alvalade,
Distrito da Maianga – Luanda.

Comercial Telemóveis:

(Geovana Fernandes):

+244 941 784 792

(Arieth Lopes)

+244 941 784 791

Telefones:
+244 222 320510 / 222 320514

comercial@gem.co.ao