wrapper

logo min

pten

A falência do Banco Espírito Santo Angola (Besa) não ocorreu, afinal, “por insolvência”, mas, sim, por “decisão política”.

sobrinho a

A revelação é do ex-presidente da comissão executiva do extinto Besa, Álvaro Sobrinho, que, no programa ‘Grande Entrevista’ da Televisão Pública de Angola (TPA), reiterou que o banco faliu por “decisão política tendo em conta as pessoas nele envolvidas”.

Na entrevista, o banqueiro chegou mesmo a questionar a falência do Besa, uma vez que, “do ponto de vista formal, o banco existe com outra denominação (Banco Económico) e, do ponto de vista prático, não houve nenhum organismo internacional, independente, estatal nem auditor que declarasse a falência da instituição”.

“O Besa foi alvo de uma auditoria, em 2011, do Banco Europeu e não viu falência”, referiu o empresário, salientando que a narrativa de falência nasceu dos accionistas e que a situação de bancarrota não foi declarada pelo Banco Nacional de Angola (BNA), auditores da KPMG, conselho fiscal ou outros reguladores internacionais.

Segundo o entrevistado, em 2011/2012, os relatórios elaborados pela KPMG para efeitos de contas internacionais standard não apresentaram reservas.

Em relação às contas do banco, Álvaro Sobrinho disse que, desde o início da actividade, a 24 de Janeiro de 2002, sempre apresentou resultados líquidos positivos até à sua saída em 2012.

Referiu que, em 2010, o Besa foi o banco que ultrapassou pela primeira vez a fasquia dos 400 milhões de dólares de resultados líquidos positivos.

E, quando foi afastado, era o banco com maior activo do mercado, com mais de 10 milhões de dólares de activos de fundo.

Last modified on quarta, 12 setembro 2018
 

Comentários

A Informação mais vista

O Valor Económico

É o órgão de eleição para a divulgação da sua marca entre os públicos mais exigentes, designadamente decisores políticos e empresários, profissionais médios e estudantes universitários. Pauta-se pelo rigor da informação e da análise dos temas relevantes que afectam directa ou indirectamente a economia angolana e internacional e afirma-se como espaço de promoção de ideias, através da opinião e do debate.

NewsLetter

Contactos

Para anunciar no Valor Económico, entre em contacto connosco.

Rua Fernão Mendes Pinto, Nº 35, Bairro Alvalade,
Distrito da Maianga – Luanda.

Comercial Telemóveis:

(Geovana Fernandes):

+244 941 784 792

(Arieth Lopes)

+244 941 784 791

Telefones:
+244 222 320510 / 222 320514

comercial@gem.co.ao