wrapper

logo min

pten

A situação está a ser acautelada pelo Ministério das Finanças, o Banco Nacional de Angola (BNA) e o Banco de Poupança e Crédito (BPC), segundo o Governo.

estudantes angolanos

O Ministério do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação (MESCTI) informou, em comunicado, divulgado, nesta sexta-feira, 20, que o Instituto Nacional de Gestão de Bolsas de Estudo (INAGBE) está a trabalhar para a regularização imediata do pagamento dos subsídios de bolsas de estudo aos estudantes no exterior do país.

A informação surge em reacção a notícias divulgadas em alguns órgãos de imprensa e nas redes sociais relativamente às dificuldades financeiras enfrentadas pelos estudantes bolseiros angolanos no exterior.

O MESCTI avança que a actual situação decorre da crise económica e financeira que o país atravessa e escassez de divisa, razão pela qual o INAGBE está a envidar esforços, em articulação com os parceiros directos em matéria de transferências de valores.

O órgão avança, por outro lado, que a situação está a ser acautelada pelo Ministério das Finanças, o Banco Nacional de Angola (BNA) e o Banco de Poupança e Crédito (BPC), reafirmando o seu empenho em solucionar rapidamente este problema.

Relativamente aos estudantes bolseiros na Universidade da Beira Interior, na Covihã, o sector de Apoio aos Estudantes em Portugal, tem mantido um contacto directo no sentido de honrar os compromissos no âmbito das bolsas de estudo, detalha o comunicado da entidade.

O INAGBE tem programada uma vídeo conferência via Web com os estudantes para ouvir as suas inquietações e elucidá-los sobre a crise financeira que o país enfrenta e sobretudo o que o MESCTI tem feito para cumprir com as suas obrigações.

Em Maio último, a ministra Maria do Rosário Sambo havia anunciado a suspensão temporária da atribuição de novas bolsas de estudos externas no ano lectivo 2018 devido às dificuldades financeiras resultantes da crise económica do país.

O INAGBE tem estudantes em 29 países, estando sob controlo 5.598 bolseiros externos, dos 30.308 estudantes angolanos que beneficiam de bolsas. O país com maior número de bolseiros é Cuba, com 2.556 estudantes, seguido da Rússia e depois a Argélia

 

Comentários

A Informação mais vista

O Valor Económico

É o órgão de eleição para a divulgação da sua marca entre os públicos mais exigentes, designadamente decisores políticos e empresários, profissionais médios e estudantes universitários. Pauta-se pelo rigor da informação e da análise dos temas relevantes que afectam directa ou indirectamente a economia angolana e internacional e afirma-se como espaço de promoção de ideias, através da opinião e do debate.

NewsLetter

Contactos

Para anunciar no Valor Económico, entre em contacto connosco.

Rua Fernão Mendes Pinto, Nº 35, Bairro Alvalade,
Distrito da Maianga – Luanda.

Comercial Telemóveis:

(Geovana Fernandes):

+244 941 784 792

(Arieth Lopes)

+244 941 784 791

Telefones:
+244 222 320510 / 222 320514

comercial@gem.co.ao