wrapper

logo min

pten

EXPOSIÇÃO. Governo do Huambo ‘pisca o olho’ a investidores. Governador deslocou-se a Luanda para fazer o convite e espera contar com a presença de 30 países na Expo-Huambo. 1.ª exposição multissectorial do Huambo, marcada para 27 a 30 de Setembro, prevê acolher 30 países, como resultado de um trabalho conjunto entre a organização, liderada pelo governador João Baptista Kussumua, e as embaixadas acreditadas em Angola.

 36485882 1032430780215405 6057762783565447168 n

A agricultura e a indústria transformadora vão dominar a Expo-Huambo. Com o governo a desejar mais investimentos para outros sectores, deverá investir mais de 250 milhões na organização do evento e conta ter mais de 500 expositores, 100 dos quais provindos de outras províncias. Luanda, Huambo e o estrangeiro completam a lista dos expositores esperados, que poderão particiar do fórum de negócios no dia 28.

Sob o lema ‘Promover oportunidades, estimular a produção nacional e atrair investimento estratégicos – Huambo, a cultivar o futuro e a valorizar-se’, o evento foi apresentado, em Luanda, pelo governador, que destacou as vantagens com as quais os investidores, que escolherem instalar-se na província, poderão encontrar.

João Baptista Kussuamua referiu que, além dos benefícios fiscais previstos na lei do investimento, a província está “numa boa posição geoestratégica”, ligada pelas principais redes viárias nacionais e ferroviárias, além da proximidade com o porto do Lobito e a disponibilidade de cerca de dois milhões de hectares.

O governador assinalou que, na distribuição geográfica feita pelos ministérios das Finanças e da Economia, a província faz parte da zona B de desenvolvimento, mais atractiva do que a Zona A, onde se encontram Luanda, Benguela e Lobito. Neste caso, lembrou o governante, quem investe no Huambo beneficia de uma redução de vários impostos acima dos 15%.

Huambo já chegou a ser o segundo maior parque industrial do país e tem, segundo o governador, infra-estruturas “capazes de atender os interessados”. A oferta de energia eléctrica está na ordem dos 130 MW e a atribuição de terras com a emissão de título de propriedade consta das garantias aos investidores.

João Baptista Kussumua comprometeu-se a dar apoio institucional, facilitando os processos burocráticos, tendo referido que “ninguém pode pensar em burocracia “sob pena de ser exonerado”. “Temos de estar alinhados com o pensamento do Presidente da República”, terminou.

Last modified on segunda, 02 julho 2018
 

Comentários

A Informação mais vista

O Valor Económico

É o órgão de eleição para a divulgação da sua marca entre os públicos mais exigentes, designadamente decisores políticos e empresários, profissionais médios e estudantes universitários. Pauta-se pelo rigor da informação e da análise dos temas relevantes que afectam directa ou indirectamente a economia angolana e internacional e afirma-se como espaço de promoção de ideias, através da opinião e do debate.

NewsLetter

Contactos

Para anunciar no Valor Económico, entre em contacto connosco.

Rua Fernão Mendes Pinto, Nº 35, Bairro Alvalade,
Distrito da Maianga – Luanda.

Comercial Telemóveis:

(Geovana Fernandes):

+244 941 784 792

(Arieth Lopes)

+244 941 784 791

Telefones:
+244 222 320510 / 222 320514

comercial@gem.co.ao