wrapper

logo min

pten

Poço petróleo

A produção petrolífera de Angola deverá registar baixas a partir de 2019, podendo estender-se até 2023, devido ao envelhecimento dos poços que perdem fulgor, o que provoca perda de entusiasmo por parte dos investidores externos face às perspetivas pouco competitivas, lê-se num relatório da Agência Internacional de Energia (AIE).

De acordo com o documento, denominado Oil Market Report, Angola vai produzir este ano 1,65 milhões de barris por dia (bpd), a mesma quantidade que em 2017, mas, em 2019, a produção deve cair para os 1,60 milhões de bpd, descendo ainda mais para 1,56 em 2020. As previsões da AIE indicam que Angola deverá registar a maior queda em 2023, descendo 370 mil barris por dia (21,8%).

O documento acrescenta que os poços em águas ultra-profundas precisam de melhorias e, desde que a produção atingiu o ‘pico’ de quase 1,9 milhões de bpd, em 2016, tem sido difícil suster os declínios, com os “projectos mais caros a serem adiados ou abandonados”.

A AIE avança que “mesmo a produção dos novos poços em 2016, como a Mafumeira Sul, operado pela Chevron, ou o da Eni, em 2017, foi anulada pela queda em campos mais maduros”. Ainda assim, a AIE prevê que a capacidade de produção angolana “terá um pequeno impulso em 2018” devido ao projecto Kaombo, da Total, o último a ser aprovado antes da queda dos preços do petróleo, em meados de 2014.

No capítulo com o subtítulo ‘Angola arrasta-se em África’, lê-se ainda que “Angola está quase completamente dependente do petróleo para alimentar a sua economia e, em Novembro de 2017, o novo Presidente, João Lourenço, colocou uma nova administração na Sonangol como parte da sua aposta para reanimar o investimento estrangeiro”. O VALOR procurou ouvir a reação do Governo, mas o ministro dos Recursos Minerais e Petróleos, Dimantino Azevedo, escusou-se a comentar.

 

Comentários

A Informação mais vista

O Valor Económico

É o órgão de eleição para a divulgação da sua marca entre os públicos mais exigentes, designadamente decisores políticos e empresários, profissionais médios e estudantes universitários. Pauta-se pelo rigor da informação e da análise dos temas relevantes que afectam directa ou indirectamente a economia angolana e internacional e afirma-se como espaço de promoção de ideias, através da opinião e do debate.

NewsLetter

Contactos

Para anunciar no Valor Económico, entre em contacto connosco.

Rua Fernão Mendes Pinto, Nº 35, Bairro Alvalade,
Distrito da Maianga – Luanda.

Comercial Telemóveis:

(Geovana Fernandes):

+244 941 784 792

(Arieth Lopes)

+244 941 784 791

Telefones:
+244 222 320510 / 222 320514

comercial@gem.co.ao