wrapper

logo min

pten

A Comissão Nacional Eleitoral (CNE) deu ontem (2) início ao apuramento definitivo dos votos a nível nacional, o que vai permitir até quarta-feira publicar os resultados definitivos das eleições gerais de 23 de Agosto.

40225982 403

Na reunião plenária de ontem, orientada pelo presidente da Comissão Nacional Eleitoral, André da Silva Neto, os comissários presenciaram a abertura dos sacos invioláveis onde constam os votos reclamados de Cabinda, Huambo, Moxico, Uíge e Luanda, num total de 1.718 votos. O apuramento definitivo nacional é o que vai também permitir à CNE converter os votos em mandatos na Assembleia Nacional.

André da Silva Neto adiantou que com o apuramento definitivo nacional, o processo eleitoral entra na fase derradeira. Após o apuramento nacional, os resultados definitivos vão ser divulgados e afixados à porta da Comissão Nacional Eleitoral e lavrada uma acta onde vão constar os resultados apurados, sendo que um exemplar vai ser enviado, até quinta-feira, ao Presidente da República e outra ao presidente do Tribunal Constitucional e cópias para as formações políticas concorrentes.

A Comissão Nacional Eleitoral vai também elaborar o mapa oficial das eleições, a ser publicado no Diário da República, no prazo de 72 horas (até domingo), no qual deve constar o número total de eleitores inscritos, número total dos votantes, números de votos brancos e os votos nulos. A tomada de posse do Presidente da República e do Vice-Presidente decorre até ao dia 25 de Setembro.

As eleições de 23 de Agosto contaram com a participação do MPLA, UNITA, CASA-CE, FNLA, PRS e APN e os resultados provisórios nacionais actualizados, disponibilizados pela Comissão Nacional Eleitoral colocam o MPLA em primeiro lugar, com 61,05 % dos votos.

Com maioria qualificada, o MPLA elege os candidatos a Presidente e Vice-Presidente da República, João Lourenço e Bornito de Sousa, respectivamente, bem como 150 dos 220 deputados à Assembleia Nacional. Na segunda posição, surge o partido liderado por Isaías Samakuva, a UNITA, com 26,72 % dos votos escrutinados, o que lhe confere 51 deputados. A CASA-CE, de Abel Chivukuvuku, ficou com 9,5 % dos votos, o que o permite eleger 16 deputados.

 

Comentários

A Informação mais vista

O Valor Económico

É o órgão de eleição para a divulgação da sua marca entre os públicos mais exigentes, designadamente decisores políticos e empresários, profissionais médios e estudantes universitários. Pauta-se pelo rigor da informação e da análise dos temas relevantes que afectam directa ou indirectamente a economia angolana e internacional e afirma-se como espaço de promoção de ideias, através da opinião e do debate.

NewsLetter

Contactos

Para anunciar no Valor Económico, entre em contacto connosco.

Rua Fernão Mendes Pinto, Nº 35, Bairro Alvalade,
Distrito da Maianga – Luanda.

Comercial Telemóveis:

(Geovana Fernandes):

+244 941 784 792

(Arieth Lopes)

+244 941 784 791

Telefones:
+244 222 320510 / 222 320514

comercial@gem.co.ao