wrapper

logo min

pten

O cabo submarino de fibra óptica, denominado South Alântico Cable Sistm (SACS) que vai ligar, a partir de solo angolano, a África com a América do Sul, foi lançado ontem (9), na costa marítima de Sangano, município de Quissama, pela multinacional de telecomunicações Angola Cables.

cabo submarino 750x500 696x464

Desde ontem, o primeiro cabo submarino passou a interligar Angola com 11 países africanos e três da Europa que possuem grandes pontos de convergência de internet. O sistema vai agora interligar-se com outro projecto MW do Brasil e os Estados Unidos, formando o primeiro anel de telecomunicação no hemisfério Sul do Atlântico.

Do ponto de vista prático, o cabo saiu de Angola para o Brasil por meio do sistema submarino que se encontra na costa Oeste de África e no Atlântico Norte, numa latência de 300 mil por segundo. O SACS tem uma capacidade desenhada de 40 terabits por segundos, 10 terabits por cada par de fibra e, numa primeira fase, a Angola Cables vai iluminar com quatro comprimentos de ondas, totalizando de 80 gigas.

Essa constitui a primeira ligação directa entre os dois continentes, tornando a rota mais rápida e com elevada capacidade. O ministro das Telecomunicações e Tecnologias de Informação, José Carvalho da Rocha, disse, no acto de lançamento, ser uma matéria com reflexos em termos de procura de velocidade de acesso e de melhores serviços.

O projecto, primeiro acontecimento na região enquadra-se dentro da estratégia de Angola na criação de infra-estruturas em termos de desenvolvimento e trabalho, para que novas empresas surjam. Mais de 260 milhões de dólares foram investidos para a instalação do cabo submarino.

O valor deve ser recuperado pelos operadores da região, uma vez que o cabo está ligado a mais de mil quilómetros de costa. O esforço do Estado em apostar na diversificação da economia deve proporcionar um novo desenvolvimento económico para o país.

O José Carvalho Rocha, assegurou que “Angola apostou na agricultura e noutros sectores, como indústria, hotelaria e turismo, para a diversificação, mas as comunicações vêm aproximar os cidadãos e facilitar o acesso”.

O presidente do Conselho Executivo do Angola Cables, António Nunes, considerou a instalação do SACS um marco importante na conclusão do projecto estratégico para o país, representando uma mais-valia nas comunicações digitais mundiais, por ser a primeira ligação directa entre os continentes africano e sul-americano.

 

Comentários

A Informação mais vista

O Valor Económico

É o órgão de eleição para a divulgação da sua marca entre os públicos mais exigentes, designadamente decisores políticos e empresários, profissionais médios e estudantes universitários. Pauta-se pelo rigor da informação e da análise dos temas relevantes que afectam directa ou indirectamente a economia angolana e internacional e afirma-se como espaço de promoção de ideias, através da opinião e do debate.

NewsLetter

Contactos

Para anunciar no Valor Económico, entre em contacto connosco.

Rua Fernão Mendes Pinto, Nº 35, Bairro Alvalade,
Distrito da Maianga – Luanda.

Comercial Telemóveis:

(Geovana Fernandes):

+244 941 784 792

(Arieth Lopes)

+244 941 784 791

Telefones:
+244 222 320510 / 222 320514

comercial@gem.co.ao