wrapper

logo min

Portuguese English

Os Estados Unidos de América (EUA) estão, desde Janeiro, a reduzir a compra de petróleo em Angola. Dados da Unidade de Estatística (EIA) do Departamento de Energia norte-americano, indicam que nas últimas três semanas não foram feitas quaisquer aquisições, do crude produzido no país.

Nos primeiros cinco meses de 2016, os Estados Unidos compraram a Angola cerca de 173.000 barris de crude por dia, que foi então o melhor registo desde 2013, equivalente a mais de 10% da produção da altura, que era de cerca de 1,7 milhões de barris diários. Segundo os dados da EIA, o pico das compras norte-americanas em 2017 foi logo na primeira semana do ano, com uma média de 142.000 barris por dia, seguindo-se semanas de quedas, logo na seguinte com 22.000 barris por dia.

Em Fevereiro foram feitas vendas apenas numa semana, então com uma média de 119.000 por dia. Em 11 semanas já contabilizadas em 2017 pelo Departamento de Energia, a média de compras de petróleo bruto a Angola rondou apenas os 56.000 barris por dia, equivalente a pouco mais de 3% da produção diária (que desceu este ano para cerca de 1,6 milhões de barris por dia).

A Nigéria, que concorre com a Angola como principal fornecedor africano de petróleo aos Estados Unidos, garantiu neste mesmo período vendas médias equivalentes a 266.000 barris de crude por dia.

Cerca de 50% do petróleo produzido em Angola é comprado pela China, logo seguida pela Índia, que tem vindo a reforçar as compras de crude a Angola.

As reservas de petróleo dos Estados Unidos registaram no início de março uma redução de 200.000 barris e ficaram em 528,2 milhões, informou o Departamento de Energia. Este número ficou abaixo do esperado pelos analistas, que apontavam para uma subida de 2,0 milhões.

As reservas de crude encontram-se num recorde histórico para esta época do ano, de acordo com os números oficiais. As importações diárias de petróleo alcançaram na semana que terminou em 10 de março uma média de 7,2 milhões de barris, uma descida de 565 mil barris em relação à semana anterior.

 

Comentários

A Informação mais vista

+ Opiniões

O Valor Económico

É o órgão de eleição para a divulgação da sua marca entre os públicos mais exigentes, designadamente decisores políticos e empresários, profissionais médios e estudantes universitários. Pauta-se pelo rigor da informação e da análise dos temas relevantes que afectam directa ou indirectamente a economia angolana e internacional e afirma-se como espaço de promoção de ideias, através da opinião e do debate.

NewsLetter

Contactos

Para anunciar no Valor Económico, entre em contacto connosco.

Rua Fernão Mendes Pinto, Nº 35, Bairro Alvalade,
Distrito da Maianga – Luanda.

Comercial Telemóveis:

(Geovana Fernandes):

+244 941 784 792

(Arieth Lopes)

+244 941 784 791

Telefones:
+244 222 320510 / 222 320514

comercial@gem.co.ao