wrapper

logo min

Portuguese English

Algumas províncias estão há vários dias com falta de combustíveis, a Sonangol justifica com uma avaria num navio que transportava derivados de petróleo para Luanda.

A presidente do conselho de administração da Sonangol, Isabel dos Santos, à margem da inauguração de uma escola financiada pela petrolífera estatal, confirmou a situação.

A província de Cabinda é uma das mais afectadas pela falta de combustível, situação que se prolonga há pelo menos três semanas.

Naquele enclave há mesmo registo de longas filas de carros nos postos de abastecimento, à procura de gasolina e gasóleo.

"Tivemos recentemente uma avaria num barco que vinha trazer combustível para Luanda e que vinha descarregar. Esta avaria foi temporária e efetivamente causou uma baixa no nível de stocks", disse Isabel dos Santos, citado pela Lusa.

No entanto, a presidente da Sonangol informou que situação já foi rectificada e deverá ficar superada a escassez de combustível que se verifica em algumas províncias.

Apesar de ser actualmente o maior produtor de petróleo em África, a reduzida capacidade de refinação nacional obriga Angola a importar grande parte dos combustíveis que consome.

 

Comentários

A Informação mais vista

+ Opiniões

O Valor Económico

É o órgão de eleição para a divulgação da sua marca entre os públicos mais exigentes, designadamente decisores políticos e empresários, profissionais médios e estudantes universitários. Pauta-se pelo rigor da informação e da análise dos temas relevantes que afectam directa ou indirectamente a economia angolana e internacional e afirma-se como espaço de promoção de ideias, através da opinião e do debate.

NewsLetter

Contactos

Para anunciar no Valor Económico, entre em contacto connosco.

Rua Fernão Mendes Pinto, Nº 35, Bairro Alvalade,
Distrito da Maianga – Luanda.

Comercial Telemóveis:

(Geovana Fernandes):

+244 941 784 792

(Arieth Lopes)

+244 941 784 791

Telefones:
+244 222 320510 / 222 320514

comercial@gem.co.ao